HISTÓRIA

Tudo começou com a fundação da Associação dos Lojistas de Flores do Estado de São Paulo, onde destacamos os floristas: Ameleto Waetege (Florexótica), Edison Alexandre (Floricultura Dora), D. Suely (Floricultura Dois Amores) e Rodolfo de Stefano (Floricultura Stanhopea). Essa associação sobreviveu por alguns anos e depois encerrou suas atividades.


No dia 5 de fevereiro de 1986, por iniciativa do Sr. Edison Alexandre, surgiu a Associação do Comércio Varejista de Flores do Estado de São Paulo – ACOFESP. Sua constituição ocorreu no Auditório Teotônio Vilela, no recinto da Câmara Municipal de São Paulo e compareceram os seguintes floristas: Antonio Ferreira, Antonio dos Reis Monteiro, Vera Lúcia Appa, Valdir B. Santos, Augusto Scalão, Joaquim Martinho Filho, João Fernando Salgado, Emilio Hirano, Neusa Hirano, Kiyoshi Takahashi, Aníbal Simão Almeida Louro, José Ferreira Chaves, Antônio Ferreira Chaves, Antônio Jackow, João Wiz Nunes, Celino Bárbara, Luiz Alberto Bernardes, Edison Alexandre, Luiz Izidoro Pinto, Antônio Miguel Lisboa, Luiz Mamoru Tashima, Carlos Alberto Mazuco Violato, Tadashi Kawamura, Flávio Chicani Kugler, Aníbal S.A. Louro.

Em 19 de setembro de 1988, foi aprovado em Assembléia a transformação da associação em sindicato, cuja DIRETORIA provisória foi a seguinte: Joaquim Martinho Filho – presidente; Neusa Hirano – Secretária; Aníbal Simão D’Almeida Louro – Tesoureiro, Suplentes: Celino Bárbara, Maria José V.V. Bannwart, Sacae Watanabe, CONSELHO FISCAL: Sebastião Paulino da Costa, Edison Alexandre, Antonio Jackow, SUPLENTES: Masaao Nagamatsu, Antônio Tiago da Silva e Wolney Alves Lopes. Em 6 de setembro de 1989, nasceu então o SINDIFLORES – Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo, cuja primeira diretoria teve os seguintes nomes: Presidente – Sebastião Paulino da Costa; Secretário – Massao Nagamatsu; Tesoureiro – Celino Bárbara; SUPLENTES: Antönio Jackow, Neusa Hirano, Euvésio Valentini, CONSELHO FISCAL: Joaquim Martinho Filho, Edison Alexandre, Luiz Namoru Tashima; SUPLENTES: Luiz Isidoro Pinto, Tadashi Kawamura, Carlos Alberto Mazuco Violato. DELEGADOS REPRESENTANTES: Sebastião Paulino da Costa e Massao Nagamatsu, SUPLENTES: Celino Bárbara e Edison Alexandre. DIRETORES ADJUNTOS: Antônio Tiago da Silva, Keinji Ishikaura, Wolney Alves Lopes, Maria José Veight Baurewori, Sacae Watanabe, Luiz Carlos Quatrina, Augusto Scalão, João Luiz Nunes, Flávio Chicani Kuge, Aníbal S.A. Louro e Lídia Frederico de Souza.

Em 22 de março de 1990, o SINDIFLORES teve seu registro concedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego, através de despacho publicado no Diário Oficial da União, Seção I, página 5860, para representar a categoria econômica do comércio varejista de flores e plantas ornamentais em todo o Estado de São Paulo. Isso significa que todos os estabelecimentos do comércio varejista de flores e plantas ornamentais, localizados no estado de São Paulo, por menores que sejam, pertencem ao SINDIFLORES e têm ao seu lado uma entidade sempre pronta a defendê-los, além de lhes prestar inúmeros serviços e convênios.

Desde o início de suas atividades até hoje o SINDIFLORES tem se empenhado na defesa dos direitos e interesses da categoria, esclarecendo dúvidas, ampliando contatos, fazendo chegar às autoridades reivindicações e interferindo a favor das empresas que representa no relacionamento com fornecedores, atacadistas, produtores, autarquias e entidades sindicalizadas de trabalhadores.

O SINDIFLORES é filiado à FECOMÉRCIO - Federação do Comércio do Estado de São Paulo desde 9 de abril de 1990.